Conectado com

Notícias

100 milhões de cães e gatos

Publicado

em

Foto: Shutterstock

No âmago das residências brasileiras, desponta uma evolução incrível: o número de cães e gatos de estimação ultrapassou a marca notável de 100 milhões, conforme revelado no Anuário 2023 da Abinpet. Com 67,8 milhões de cães e 33,6 milhões de gatos, esses amigos peludos tornaram-se integrantes essenciais das famílias brasileiras, espalhando amor e companheirismo de Norte a Sul do país. No entanto, não se trata apenas de cães e gatos. Outros animais, como coelhos, aves e peixes ornamentais contribuem para que o brasil tenha impressionantes 167,6 milhões de pets.

Além de preencherem os lares com amor e ternura, os pets têm impulsionado de forma substancial a indústria de produtos para animais de estimação no país. O Brasil emerge como o terceiro maior mercado global nesse segmento, situando-se atrás apenas dos titãs Estados Unidos e China. Em 2022, o faturamento desse setor atingiu a expressiva cifra de R$ 41,96 bilhões, representando um crescimento robusto de 17,2% em relação ao ano anterior.

O faturamento expressivo do setor revela um cenário diversificado e próspero. Entre os segmentos que compõem esse mercado, o pet food destaca-se como o principal pilar, representando cerca de 80% do total. Essa fatia considerável reflete a importância atribuída à alimentação de qualidade para os animais de estimação, uma vez que a nutrição adequada desempenha um papel fundamental na saúde e no bem-estar dos pets. Em contrapartida, o setor de pet care, responsável por cuidados como higiene, estética e saúde animal, compreende aproximadamente 6% do faturamento total. Por fim, o segmento de pet vet, que abrange serviços veterinários e produtos de saúde animal, representa cerca de 14% do faturamento.

Essa distribuição equilibrada de investimentos reflete o compromisso do mercado em atender às diversas necessidades e demandas dos tutores de pets, consolidando o Brasil como um dos principais protagonistas globais nesse segmento em ascensão. Os dados não apenas refletem a profunda afeição dos brasileiros por seus pets, mas também evidenciam o significativo potencial econômico desse mercado.

Diante deste cenário promissor, o Brasil consolida-se como uma nação onde a relação entre humanos e animais é não apenas valorizada, mas celebrada. A presença desses companheiros não apenas enriquece as vidas com alegria e afeto, mas também impulsiona a economia, gerando oportunidades e contribuindo para o bem-estar coletivo.

Confira aqui a edição completa da Revista O Presente Pet!

Fonte: O Presente Pet

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.