Conectado com

Saúde

As silenciosas e perigosas doenças renais em pets

Publicado

em

Foto: Divulgação/Veros

Assim como nos humanos, a doença renal crônica em animais de estimação pode ser grave e requer atenção e cuidados adequados. Diante disso, é crucial orientar os tutores de pets sobre os sinais de problemas renais, a importância da dieta adequada, hidratação suficiente e visitas regulares ao veterinário para exames preventivos podem ajudar a melhorar a qualidade de vida e longevidade dos amigos peludos.

A médica veterinária Ana Paula Reis, nefrologista do Veros Hospital Veterinário, explica que as doenças renais em animais de estimação, como cães e gatos, são bastante comuns e, muitas vezes, graves. “A Doença Renal Crônica é algo muito delicado e muitas vezes pouco perceptível pelos tutores, visto que os sintomas frequentemente podem ser difíceis e sutis de detectar nos estágios iniciais da doença”, esclarece a profissional.

Só neste ano, o hospital em que atua já atendeu uma média de 80 animais com quadro de doenças renais. A médica alerta que os sinais de doença renal em animais de estimação podem incluir aumento da sede e do volume de urina, perda de apetite, perda de peso, vômitos, diarreia, mau hálito e mudanças na aparência da urina. Ela lista ainda algumas das doenças renais mais comuns em pets:

Doença renal crônica (DRC): Esta é uma condição comum em animais mais idosos e é caracterizada pela perda gradual e irreversível da função renal ao longo do tempo.

Infecções renais: Infecções bacterianas nos rins, conhecidas como pielonefrite, podem ocorrer em cães e gatos. Elas podem ser causadas por bactérias ascendentes da bexiga ou por infecções sanguíneas.

Urolitíase: Isso envolve a formação de cálculos no trato urinário (também chamados de pedras) que podem obstruir o fluxo de urina, causar dor, inflamação e danos aos rins, ureter, bexiga e uretra.

Insuficiência renal aguda: Esta é uma condição súbita e grave em que os rins perdem sua função rapidamente. Pode ser causada por intoxicação, infecção, obstrução urinária ou outros fatores.

Doença renal policística: Esta é uma condição genética em que pequenos cistos se formam nos rins, eventualmente levando à insuficiência renal.

Nefrite: Inflamação dos tecidos renais, muitas vezes associada a condições autoimunes.

Prevenção

Ela explica que se o tutor suspeitar que seu pet está com algum sintoma, é importante levá-lo imediatamente ao veterinário para tratamento adequado. Além disso, recomenda uma dieta balanceada e boa hidratação para a boa saúde renal dos animais de estimação.

“Sabemos que uma alimentação adequada e hidratação são fundamentais para a prevenção de doenças renais, mas aconselhamos sempre que a melhor forma de prevenção é por meio de consultas e exames de rotina com seu médico veterinário de confiança”, lembra Ana Paula.

Fonte: Assessoria

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.