Conectado com

NotíciasProteção

Como proteger os animais de estimação durante as festas de fim de ano

Publicado

em

Banco de imagens

As festividades de fim de ano são momentos de alegria e comemoração, porém, para nossos os animais de estimação, algumas situações envolvendo esse período podem representar fontes significativas de estresse e ansiedade.

Sabendo da importância dos responsáveis por pets estarem cientes dos cuidados essenciais para garantir a segurança e o bem-estar dos animais de estimação durante essa temporada festiva, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Rio de Janeiro (CRMV-RJ) recomenda algumas diretrizes simples, porém fundamentais.

Natural durante o período festivo, os fogos de artifício podem ser assustadores para os animais. Eles possuem audição aguçada e podem se sentir amedrontados com o barulho, além de intenso desconforto. Para proteger seu pet, mantenha-os dentro de casa em um local seguro e tranquilo durante as queimas de fogos, feche portas, janelas e cortinas para abafar o som e diminuir o impacto visual e considere o uso de protetores auriculares específicos para pets para diminuir o ruído.

Caso seu animal tenha crises, atravesse janelas e portas ou destrua paredes, colocando a vida do bichinho em risco, o uso de medicamentos pode ser a melhor opção. Fale com um médico-veterinário e esteja preparado. Também é válido deixar o pet cansado durante o dia para que ele fique cansado e relaxado durante a queima de fogos, com fazer passeios, corridas e brincadeiras com outros cães.

Além disso, evite oferecer alimentos não recomendados para os pets durante as festas. Alguns alimentos comuns em festividades humanas, como chocolate, uvas passas, cebola, alho, entre outros, podem ser prejudiciais aos animais. Em vez disso, mantenha a dieta regular dos animais e evite dar alimentos que possam causar desconforto digestivo ou intoxicação, e ofereça petiscos próprios para animais ou faça receitas caseiras seguras para eles.

Cuidados com decorações e enfeites. Os adereços de Natal e Ano Novo podem representar riscos para os pets. Nesse caso, evite o acesso dos animais a plantas tóxicas, como o azevinho, a flor de Natal e o pinheiro, que podem causar problemas de saúde e mantenha os fios elétricos, enfeites pequenos e objetos decorativos fora do alcance, pois podem ser engolidos ou causar ferimentos.

Durante as festas, ainda é comum a movimentação de pessoas e portas abertas, o que aumenta o risco de fuga dos pets. Por isso, certifique-se de manter a identificação do seu pet atualizada, seja com uma coleira com identificação ou microchip, e garanta que as áreas externas estejam seguras e supervisionar sempre que possível os animais quando estiverem ao ar livre.

Por fim, dê atenção extra aos seus pets. Ofereça conforto, carinho e esteja atento a qualquer sinal de desconforto ou ansiedade.

Proteger os animais de estimação durante as festas de fim de ano é essencial para garantir que eles desfrutem desses momentos especiais tanto quanto nós. Lembre-se sempre de consultar um médico veterinário em caso de dúvidas ou emergências relacionadas à saúde dos seus animais de estimação.

Fonte: Assessoria Conselho Regional de Medicina Veterinária do Esta do Rio de Janeiro (CRMV-RJ)

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.