Conectado com

NotíciasInédito no mundo

Insulinoma em gato Maine Coon é removido com sucesso

Publicado

em

Massa pancreática após excisão - Foto - Divulgação/Journal of Feline Medicine and Surgery

Um estudo recente revelou um caso raro de insulinoma em um gato Maine Coon de 9 anos, fornecendo novas informações valiosas sobre essa condição rara em felinos. A pesquisa, publicada por especialistas veterinários no Journal of Feline Medicine and Surgery, destaca a importância do diagnóstico precoce e da intervenção cirúrgica para o tratamento eficaz dessa doença.

O gato, um Maine Coon castrado, foi levado ao veterinário após apresentar episódios de tremores, fraqueza e um histórico de polifagia nos últimos seis meses. Exames de sangue revelaram uma hipoglicemia profunda, levando os veterinários a suspeitarem de um insulinoma, um tumor neuroendócrino raro em gatos.
A ultrassonografia abdominal confirmou a presença de uma massa solitária no pâncreas, e um aspirado com agulha fina (PAAF) guiado por ultrassom forneceu mais evidências para a localização do tumor. Após um tratamento médico inicial malsucedido, a massa foi removida cirurgicamente. A análise histopatológica e imuno-histoquímica confirmou o diagnóstico de insulinoma.

 

RELEVÂNCIA E NOVAS INFORMAÇÕES

Os insulinomas são tumores formados por células beta que produzem insulina, causando níveis perigosamente baixos de glicose no sangue. Enquanto há muitos dados sobre insulinomas em cães, os casos felinos são extremamente raros, com apenas seis casos bem documentados na literatura veterinária. Este é o primeiro caso relatado de insulinoma em um gato Maine Coon e o primeiro a descrever uma PAAF guiada por ultrassom para diagnóstico.

 

PRINCIPAIS CONCLUSÕES

O estudo destacou várias conclusões importantes:
DIAGNÓSTICO PRECISO: A combinação de exames de sangue, ultrassonografia e PAAF guiada por ultrassom foi crucial para o diagnóstico preciso do insulinoma.
IMPORTÂNCIA DA CIRURGIA: A cirurgia para remover a massa pancreática se mostrou eficaz, com o gato permanecendo em remissão clínica por nove meses após o procedimento.
DADOS CLÍNICOS VALIOSOS: Este caso adiciona informações valiosas ao banco de dados limitado sobre insulinomas felinos, incluindo detalhes sobre a progressão da doença e características histopatológicas.
PROGNÓSTICO FAVORÁVEL COM INTERVENÇÃO: O diagnóstico precoce e a intervenção cirúrgica aumentam significativamente as chances de remissão a longo prazo.

 

CONCLUSÃO

Este estudo pioneiro fornece uma nova perspectiva sobre o tratamento de insulinomas em gatos, destacando a necessidade de mais pesquisas e documentações sobre essa condição rara. A história desse Maine Coon serve como um lembrete da importância da vigilância veterinária e da intervenção precoce para garantir a saúde e o bem-estar dos felinos.
Para mais detalhes, consulte o estudo completo publicado pelos especialistas veterinários em:
https://bioone.org/journals/journal-of-feline-medicine-and-surgery-open-reports/volume-6/issue-1/2055116919894782/Diagnosis-of-insulinoma-in-a-Maine-Coon-cat/10.1177/2055116919894782.full 

Fonte: O Presente Pet com informações de assessoria

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.