Conectado com

SaúdeSAÚDE

Mau hálito do seu pet pode ser sinal de doenças

Publicado

em

Foto: Bing

Preocupar-se com a saúde oral do seu animal de estimação vai além da estética, trata-se de uma medida fundamental para seu bem-estar geral. Se o mau hálito do seu bichinho está incomodando, fique atento, pois ele pode ser sinal de alerta para problemas maiores. As informações são do Hospital Veterinário da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

De acordo com o HV-UFPR, a doença periodontal é vista como o principal problema de saúde oral em clínicas veterinárias. Ela pode gerar impactos significativos ao estado de saúde geral dos pets.

De acordo com a instituição, trata-se de uma condição multifatorial causada pelo acúmulo de cálculo dental e bactérias, que aderem aos dentes quando não é realizada uma escovação oral, afetando as estruturas visíveis e não visíveis nos dentes. “As consequências podem ser dor, falta de apetite, sangramentos, fraturas dentárias, afecções oculares e respiratórias”, alerta.

Porém, essa doença não está limitada a cavidade oral, já que quando em manifestação mais grave, contribui para a ocorrência de problemas oculares e nas vias superiores, podendo levar a formação de fístulas próximas aos olhos ou focinho.

O HV-UFPR lembra que essas condições podem acarretar em infecções persistentes, irritações oculares, dificuldade respiratória e desconforto para o animal. Vale lembrar, explica a universidade paranaense, “a doença periodontal grau 4 é considerada maus tratos”.

ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO

A instituição ressalta a importância da consulta odontológica periódica para prevenir problemas de saúde mais amplos. O acompanhamento oral deve ser feito desde a erupção dos primeiros dentes do pet.

A doença periodontal pode ser invisível a olho nu, por isso o animal precisa ser sedado para uma avaliação tranquila.

Além da doença periodontal, destaca a instituição de ensino e pesquisa, existem outras doenças que podem afetar a saúde oral do pet sem o tutor saber e que, portanto, devem ser evitadas com acompanhamento especializado.

Fonte: HV-UFPR

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.